domingo, 12 de janeiro de 2014

Em luto.

Eu conheci um homem simples, que levava sempre café para mim e,  mesmo aposentado, ia na escola onde trabalhei, dentro de uma das favelas mais perigosas do Rio de Janeiro, todos os dias.
 Ele dedicava horas ajudando no recreio, brigando e brincando com as crianças, tentando orientar e resgatar alguns dos alunos do tráfico e das drogas.
Tenho certeza que, assim como eu, ele nunca perdeu a esperança de que o mundo poderia ser um lugar melhor.
Esse homem foi baleado enquanto tentava ajudar alguém durante um assalto. 
Não resistiu ao ferimento e veio a óbito ontem.

Ele morreu sozinho em um leito de hospital  e em seu enterro foram pouquíssimas pessoas.
Eu o amava pois ele era meu amigo.
Com ele pude aprender muito...
Aprendi que os verdadeiros heróis são pessoas comuns, mas com um grande coração.


Ele não tinha família então via, em cada criança, um filho.
Em cada amigo, um irmão.
Em cada problema, um desafio.

Também aprendi com ele que é no cotidiano e com atitudes simples que podemos mudar o mundo de alguém.
E ele mudou o meu.

Estou sentindo um vazio imenso dentro de mim, e ao mesmo tempo, uma gratidão eterna por ter feito parte da vida de um pequeno grande herói..


Vou sentir saudades.

Salu

2 comentários:

  1. Um belíssimo e comovente depoimento.
    Muita Paz e Luz para ambos.

    ResponderEliminar
  2. Os meus pesames. Lamento pela sua perda.
    Um abraço

    ResponderEliminar